tímidos versos

Valdir Barreto Ramos

Textos


LUANA, MENINA MULHER
 
Luana menina!
Tão bela menina!
Não sei se é imagem,
Não sei se é miragem,
Parece paisagem,
Visão de viagem,
Que aos olhos fascina.
Luana mulher!
Tão bela mulher!
Dança, flor. Que bailarina!
Com um jeito de menina
Que parece flutuar.
Baila, flor, nem desafina!
Tão bela imagem
Que o olhar desatina.
Menina mulher!
Que aos olhos se descortina,
Como brisa que suaviza,
E o coração escraviza,
O seu suave olhar.
Então o olhar desnorteia,
Ao tempo que se permeia
Com o tempo a passar.
Tal qual linda bailarina
Lá no fundo da retina,
É Luana a bailar.

 

Este texto está protegido por lei.
Reservados os direitos autorais.
Proibida a cópia ou a reprodução

sem prévia autorização.

www.ramos.prosaeverso.net

 
Valdir Barreto Ramos
Enviado por Valdir Barreto Ramos em 08/09/2016
Alterado em 09/09/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras