tímidos versos

Valdir Barreto Ramos

Textos


ENTRE O SONHO E A MULHER
(para a amiga Gutta)

 Há um sonho de valsa,
onde o amor estiver,
e ninguém sabe onde acha
a almá de uma mulher.
Quando seu olhar trouxer
o que possa parecer,
pela alma se disfarça
em perfume de mulher.
Tal qual gota que falta
de orvalho a escorrer,
ou quem sabe a chuva
no telheiro a bater.
Como gata tão carente
que comove ao vê-la.
nada tão comovente
que seu olhar de estrelas.
Finjo que a vida segue
e tento não entender,
mas quanto mais eu tento
dificil é não querer.
Bem sei que será
para sempre assim,
se o futuro me couber.
Enquanto o coração pulsa,
meus olhos padecem
pelo encanto da mulher.

 

Este texto está protegido por lei.
Reservados os direitos autorais.
Proibida a cópia ou a reprodução

sem prévia autorização.

www.ramos.prosaeverso.net

 
Valdir Barreto Ramos
Enviado por Valdir Barreto Ramos em 24/06/2016
Alterado em 24/06/2016

Música: Entre a Serpente e a Estrela ( - Fagner, Elba, Ze, Am

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras